O BRUXISMO

Artigo de Mario de Sousa e Silva Junior*



Os inimigos de nossos dentes 

      Inúmeras vezes o paciente procura o dentista para tratamento dental, mas ignora a raiz dos seus problemas os destruidores ocultos e inimigos de nossos dentes e serviços odontológicos.

A carie e da doença gengival

      Os principais fatores de destruição dos dentes que todo paciente conhece são: A cárie e a doença gengival, de origem bacteriana.
     Desde a década de 70 quando o Dr Carlos Alberto Dotto divulgou, para milhares de dentistas, através do curso itinerante de atualização em Periodontia, as técnicas de prevenção baseadas na Placa Bacteriana, é possível a um profissional habilitado ensinar seu paciente evitar com sucesso a cárie, a doença gengival e periodontal.

     Existem outros fatores prejudiciais menos comuns   aos  dentes e gengiva: Os alimentos ácidos, os traumas, acidentes, doenças sistêmicas, neoplasias e etc.

 BRUXISMO DO SONO

O que é bruxismo? Bruxismo é o ranger e apertar os dentes e também contrair a musculatura sem motivo aparente. O tipo mais conhecido é o Bruxismo do sono, ocorre durante o sono, com fortes contrações involuntárias da musculatura mastigatória que podem bater os dentes uns nos outros, causando ruídos, fraturas, e desgastes dentais. O Bruxismo do sono é muito comum na infância chegando a 20%, diminui com a idade   chegando de 8 a 3%


    Existe também o Bruxismo em vigília o Bruxismo da vigília,ocorre em 20% da população, quando se está acordado, O Bruxismo da Vigilia é  hábito de apertar ou raspar os dentes.

    Isto causa destruição semelhante a do Bruxismo do sono. Embora os efeitos sejam parecidos  o Bruxismo do Sono e o  da Vigília tem características fisiopatológicas e tratamentos diferentes.
 
  




Muitas vezes, o paciente com Bruxismo, certo que  o que estraga os seus dentes é a cárie, procura o dentista para restaurar os dentes estragados, pensando na carie e doença gengival..


    Por isto, o  profissional frequentemente busca resolver a queixa principal, trata os dentes com problemas, mas não  pesquisa a causa dos problemas. As vezes  fala: é preciso escovar os dentes ou evite apertar os dentes, mas não explica a importância disto e como conseguir realizar estas coisas de maneira eficiente.


    Na odontologia moderna, existem técnicas eficazes para restaurar os dentes cariados, repor com próteses e implantes os dentes perdidos, ou muito danificados, e a Ortodontia para corrigir os dentes e a mordida. Porém, a durabilidade dos serviços executados e a saúde orofacial depende da manutenção realizada pelo paciente, no combate à placa bacteriana, e nos outros fatores prejudiciais, entre eles o Bruxismo.

Alem de causar a destruição acelerada e constante dos dentes e serviços odontológicos,  agravar alterações periodontais, o bruxismo pode predispor à disfunção nos músculos mastigatórios, dor na articulação da mandíbula, dor facial, de cabeça, e  alterações na língua e mucosas.

    A síndrome da apneia, a má qualidade do sono, tem como conseqüências a má qualidade de vida,  deixando o paciente  exposto a doenças fatais como por exemplo, a hipertensão arterial, a angina, o enfarte e o derrame cerebral.
    O profissional habilitado, através do histórico do paciente  e exame clínico detalhado, pode estabelecer um diagnóstico provável e um tratamento adequado para cada caso


Artigo de Mario de Sousa e Silva Junior CD. 

 Na odontologia de hoje, cada vez mais é necessário considerar o Bruxismo no panejamento de todo serviço odontológico..