Lentes de contato dentais cerâmicas. 

Novos recursos na odontologia garantem, além da sonhada estética e beleza, uma boa função a todo o sistema mastigatório, e um  lindo sorriso

Agende sua consulta

Lentes de contato para os dentes?

Novos recursos garantem, além do sonhado sorriso estético, uma boa função a todo o sistema mastigatório. 

Perdas, escurecimento e desgastes dentais, dentes que nascem com o formato inadequado e fora de posição são alguns dos problemas que empobrecem um sorriso.

Recuperar a estética e devolver uma boa função a todo o sistema mastigatório, chegando próximo a perfeição dos dentes naturais é o desafio que move a Odontologia moderna.

Para alcançar essa perfeição diversos tipos de tratamentos odontológicos fazem parte do arsenal: ortodontia, clareamento, restaurações em resina, plásticas dental, implantes, coroas, facetas e lentes de contato – cerâmicas.

Segundo o cirurgião dentista Augusto – responsável pela Clinica Santa Apolonia, o tratamento estético com facetas proporciona resultados fantásticos, sendo um dos tratamentos que promovem as maiores transformações do sorriso.

 “Ela devolve o tamanho, a forma, a cor e o brilho perdidos com o tempo”, explica. A restauração do sorriso com facetas cerâmicas não é um tratamento novo.

A técnica foi preconizada por Simonsen e Calamia, em 1983. O dentista explica que a novidade está na espessura, já que as peças protéticas são incrivelmente finas e podem chegar até 0,2 mm (daí o nome lente de contato).


“Fechamentos de espaços entre os dentes e pequenas mudanças no formato deles são realizados de maneira ultraconservadora – em alguns casos não é necessário encostar uma só broca nos dentes”, diz.

O maior medo do paciente ao receber esse tratamento é que o dente com a faceta se quebre. E com razão. As “lentes de contato” cerâmicas são frágeis como cristal.

Então, como podem suporta a mastigação?

Trata-se de um conceito chamado biomimetismo – a arte de imitar a natureza. A coroa do dente natural é composta de esmalte e dentina.

O esmalte sozinho resiste muito bem ao desgaste, mas se “quebra” com grande facilidade ao receber qualquer tipo de pressão (a lente de contato faz o papel de esmalte). 

O que acontece, segundo Augusto, é que a união entre esmalte e dentina torna o dente uma estrutura incrível, que tem alta resistência ao desgaste e suporta carga mastigatória altíssima.

“As lentes de contato, quando unidas ao dente por meio de um sistema adesivo específico, tornam-se extremamente resistentes.

Suportam a mastigação com excelência – semelhante à estrutura natural do dente.

Temos então um tratamento de altíssima qualidade, pois devolve estética e função com qualidade e com o mínimo, ou nenhum, desgaste dental (graças à espessura finíssima das lentes de contato)”

Santa Apolonia Odontologia -Dr. Augusto de Sousa e Silva

Artigo Publicado na Revista Kappa